Lama Gangchen Word Peace Foundation

A Lama Gangchen World Peace Foundation (LGWPF) é uma Organização Não-Governamental filiada à Organização das Nações Unidas (ONU), com representação no Conselho para o Desenvolvimento Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC).

Fundada em 1992, permanecia associada ao Departamento de Informação Pública (DPI) das Nações Unidas desde 1997, recebendo o status especial de ECOSOC em 2007.

A LGWPF tem o comprometimento de desenvolver uma Cultura de Paz, cooperando nos campos humanitários da saúde, educação, meio ambiente, espiritualidade e preservação das culturas indígenas, engajada em trabalho voluntário nos programas da ONU destinados a ajudar os países em desenvolvimento em direção ao crescimento auto-sustentável.

A LGWPF fundamenta seus objetivos em apoiar o desenvolvimento da Paz Mundial através da criação das condições de um verdadeiro sistema educacional para a paz interna, em todos os níveis, promovendo um intercâmbio cultural, espiritual e material concreto entre o Oriente e o Ocidente. Em essência, isto inclui o diálogo entre a ciência e a religião, uma condição necessária para o verdadeiro crescimento humano, assim como uma “reconciliação da espiritualidade com a economia e a política”, como uma ‘reconciliação entre o mundo material e não-material’.

De forma muito particular, a LGWPF se propõe a difundir a educação para a paz interior e o método Self-Healing, Autocura Tântrica Ngal-So do corpo, mente e meio ambiente. Este método tem suas raízes na tradicional filosofia tântrica budista que o Venerável Lama Gangchen Rinpoche adaptou para a sociedade moderna do século XXI.

Ainda como parte da proposta de intercâmbio entre Oriente e Ocidente, a LGWPF pretende difundir a tradição tibetana médica e de cura.

O Venerável Lama Gangchen Rinpoche dedica particularmente o seu trabalho para o diálogo inter-religioso, com a firme convicção de que apenas com a união de todas as energias positivas do planeta, tanto nos níveis interno como externo, é que a Paz Mundial pode ser alcançada. Desta forma, Lama Gangchen lançou em 1995, na sede do ECLAC-ONU, em Santiago do Chile, a proposta do Fórum Espiritual das Nações para a Paz Mundial, um fórum no qual todas as religiões e tradições espirituais, seus líderes e representantes possam dialogar e buscar soluções e ações concretas para o desenvolvimento da paz interna e mundial.

Desde 1995, a LGWPF tem promovido este conceito por todo o mundo, apresentando para líderes espirituais, chefes de Estado, líderes políticos, os Secretários das Nações Unidas, Boutros Ghali e Kohfi Annan, embaixadores, economistas, industriais, religiosos, organizações e instituições espirituais e ecumênicas, ONG’s, personalidades mundiais proeminentes e muito mais, num esforço dedicado para oferecer, para cada indivíduo e para a coletividade, um convite aberto para fazermos “o melhor investimento para as futuras gerações”, baseado na paz interior como uma linguagem única, reforçando a necessidade de todos nós olharmos para a paz mais de perto, em seu nível mais profundo.

ECOSOC

Em 2007, ano de celebração dos 25 anos de Lama Gangchen no Ocidente, a Lama Gangchen World Peace Foundation – LGWPF, até então associada ao Departamento de Informação Pública (DPI) das Nações Unidas desde 1997, recebeu o status especial de ECOSOC.

O Conselho para Desenvolvimento Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) incentiva e desenvolve estudos e relatórios que se referem às questões internacionais – econômicas, sociais, educacionais, culturais, de saúde e outras relacionadas, em parceria com algumas ONG’s que possuam o referido status de ECOSOC. O Conselho faz recomendações à Assembléia Geral sobre estas questões, aos membros das Nações Unidas e às agências especializadas. Ele também faz recomendações com o propósito de promover o respeito e a observância dos Direitos Humanos, prepara propostas para submeter à Assembleia Geral sobre as questões de sua competência e solicita conferências internacionais sobre estas questões.

Pelo fato das Nações Unidas e as ONG’s filiadas compartilharem assuntos e preocupações similares, quando trabalham juntas em relação de cooperação podemos obter maiores avanços em direção às conquistas dos Desafios do Milênio das Nações Unidas – MDG – Millennium Development Goals.